pesquisar

 
Sábado, 28 / 05 / 11

Mimi conhece um humano

Era uma vez um animal de raça zerraramata, chamada Mimi, ela costumava ter uma cesta, com ovos. Por isso era a ratinha da Páscoa. Antes de chegar a Páscoa a Mimi preparava ovos de vários sabores, os de chocolate eram os seus favoritos.

Quando chegou a Páscoa a Mimi entregou ovos assustadores para assustar as crianças. Mas as crianças não ficaram assustadas, porque o queriam fazer era comer os ovos.

A zerraramata não se importava porque, no fundo do coração, tinha assustado um bocadinho as crianças.

Um dia quando estava a brincar com a mumamita, apareceu um humano e foi ter com a Mimi. Ele perguntou-lhe se queria ir jantar com ela a casa porque era dia de Páscoa. A Mimi honrada porque nunca tinha sido convidada, disse que sim.

Quando chegou esse dia, ela pôs um chapéu com flores, vestiu o vestido mais bonito que tinha no armário e levou uma cesta com ovos para a sobremesa.

À noite, quando chegou a hora de jantar, os pais do Téu disseram-lhe que ela estava muito bonita e correu tudo bem.

 

texto escrito por Lara Cordeiro

Aluna do 3ºano

Escola de Colmeias

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 17:58
Quarta-feira, 25 / 05 / 11

Pescoço de Girafa

Há muito, muito tempo havia um animal chamado pescoço de girafa. Esse animal tinha umas orelhas de coelho, uma cara de coelho, um pescoço de girafa, um corpo de zebra e patas também de girafa.

Um dia a senhora pescoço de girafa estava a tomar banho e apareceu o marido e disse:

-  Que estás a fazer?

E a mulher disse:

-  Estou a tomar banho.

O marido descansado foi jogar computador.

No dia seguinte a mulher fez anos e o marido deu-lhe um cartão a dizer o quanto ele a amava.

A senhora dona pescoço de girafa ficou muito feliz.

Escrito pela aluna Mariana Ferreira

2ºano

Escola de Colmeias

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 23:18
Quinta-feira, 19 / 05 / 11

Separação de animais e humanos

Era uma vez uma menina que colocou o seu laço amarelo no lixo.

Um dia um Panda tinha a sua cabeça meia solta, passou pelo lixo e a cabeça caiu para o lixo.

Havia um cão que parecia um robô e que se desmontava a toda a hora.

O cão ia a passar pelo lixo e desmontou-se todo, a cabeça do Panda agarrou no corpo do cão e colocou-o no lixo.

Um dia um menino ia a passar no lixo e caiu lá para dentro.

A cabeça do Panda segurou as pernas do menino e transformaram-se num, Panda humano, com parte de cão laço.

Assim ficou o nome do animal fantástico. 

 

Escrita por Adriana Amaral

aluna do 3ºano da escola de Colmeias

publicado por escapameldascolmeias às 23:04
Quinta-feira, 19 / 05 / 11

As árvores

Era uma vez dois meninos chamados Carlos e Maria. O Carlos adorava subir às árvores, e a Maria adorava ouvir os pássaros a cantar.

Um dia a mãe dos meninos levou-os a ir ver um parque cheio de árvores e pássaros.

O Carlos espantado só apontava para os pássaros, a Maria sorria para todos os lados.

Até que o senhor que trabalhava lá perguntou- lhes, se queriam dar comida aos pássaros. Os meninos disseram que sim.

De repente ouve-se um estalar de ovos e viram quatro passarinhos bebés num ninho. 

 

Escrito por: Lara Cordeiro

Aluna do 3ºano da escola de Colmeias



tags:
publicado por escapameldascolmeias às 16:59
Quinta-feira, 19 / 05 / 11

O lápis de carvão

Quando a Rita abriu a bolsa do material da escola, havia um lápis de carvão que estava sempre triste.

Todos os dias dizia que não queria ir à escola.

Não gostava dos lápis de cor que o gozavam sempre. Diziam que só eles pintavam as flores mais bonitas.

Então a Rita disse-lhe que ele era mais importante porque os meninos aprendiam a escrever as melhores histórias do mundo com o cinzento do lápis de carvão.                                                

 

Escrita por Mariana Cabaço

Aluna da Escola de Colmeias do 2ºano

 

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 16:46
Segunda-feira, 16 / 05 / 11

A Floresta Encantada

Era uma vez uma floresta encantada com árvores falantes, 
uma fada,uma bruxa e um anão.
O anão vivia numa casa em forma de cogumelo,
a fada morava num palácio com os pais, a bruxa vivia
 numa casa assustadora e as árvores viviam no meio 
do bosque.
Um dia a bruxa malvada lançou um feitiço ao anão e 
transformou-o em sapo. No dia seguinte a fada apareceu e 
não ficou nada satisfeita com o que viu e com a sua varinha voltou 
a pôr o anão como novo.
Mas o feitiço não era suficientemente poderoso e o anão 
voltou a transformar-se em sapo.
No outro dia, a fada foi pedir ajuda às árvores falantes.
Elas disseram-lhe que havia uma forma de o transformar 
outra vez em anão e que ela só tinha de procurar dentro 
do seu coração. 
A fada pensou, pensou e descobriu a fórmula mágica. 
Era a AMIZADE.
Escrita por: Mariana Ferreira
Aluna do 2ºano Escola de Colmeias
tags:
publicado por escapameldascolmeias às 23:55
Domingo, 08 / 05 / 11

O melro cantor

Era uma vez um melro de bico amarelo que cantava muito bem.

Passava os dias a cantar.

Só que ele tinha uma grande tristeza, não tinha companhia.

Por ali passava um mocho que lhe disse para subir à árvore mais alta e cantar, cantar.

Logo apareceu uma linda melra.

E foi assim que o melro encontrou a sua noiva.

 

 

 

Escritora: Ana Maria

2ºano Escola de Colmeias

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 21:39
Quinta-feira, 05 / 05 / 11

A lenda do milagre das rosas

Há muito, muito tempo, em Leiria, viviam os reis de Portugal, o rei Dom Dinis e a rainha Dona Isabel. A rainha era gentil e caridosa, o seu marido era administrador do reino e tinha algum receio que ela desse demasiado.

Um dia os reis mandaram construir uma igreja dentro do castelo, igreja da Penha. A rainha costumava ir à igreja dar pão aos pobres.

- TEMOS FOME, MUITA FOME…

-Bom dia a todos, trago-vos pão para comer.

No outro dia aconteceu o mesmo.

Num dia em que a rainha estava para distribuir o pão, que levava no seu manto, o rei apareceu

De repente e disse:

-Que levais aí, senhora?

- Rosas senhor!

O rei seguiu o seu caminho feliz, dando descanso à rainha.

 

 

 

Recontado pela turma 2 de Colmeias

e escrito a computador por Juliana Marto do 3º ano

da mesma escola.

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 20:10
Quinta-feira, 05 / 05 / 11

O dia da Mãe

Era dia da Mãe e o menino João tinha passado a noite toda a pensar no que deveria e o que poderia

oferecer à sua Mãe.

Ele queria que este dia fosse muito especial, pois  queria agradecer todo o amor, carinho, paciência e o esforço que a sua Mãe tinha tido para com ele.

E logo de manhã levantou-se muito cedo e foi ao jardim, colher muitas flores, entrelaçou-as e escreveu a palavra Mãe com elas, tinha ficado um arranjo  muito bonito, ele estava impaciente para o entregar à sua Mãe.

Chegou a hora de oferecer aquele arranjo à sua Mãe, pois ela tinha acabado de se levantar, ele estava um bocadinho envergonhado e a tremer das suas mãozitas à espera da sua Mãe.
Quando a Mãe viu aquele arranjo, abraçou o menino com tanta ternura que o menino sentiu que tinha retribuído todos aqueles sentimentos num gesto tão pequenino e disse para a Mãe:
 - Gosto muito de ti mamã!
O menino olhou para a Mãe e viu aquele brilho nos olhos  e aquele sorriso na face que só o Amor de Mãe tem.

 

 

 

 

Alexandre Santos, 2º Ano

Escola de Colmeias

1 de Maio de 2011

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 01:30
Quinta-feira, 05 / 05 / 11

Dia da Mãe

Hoje é dia da mãe

Um dia muito especial

Vou fazer o possível

Para não me portar mal.

 

Mãe, tu és espectacular

Como tu não há ninguém

Por isso dou-te um colar

E um beijinho também.

 

Dei-lhe um coelhinho

E ela gostou

Dei-lhe um ursinho

E ela adorou.

 

No meu coração

Está a minha mãe

Dou-lhe a mão

E fica tudo bem.

 

Quando eu crescer

Também vou ser mãe

Oxalá possas ver

E ajudar-me como ninguém.

 

Escritora: Mariana Ferreira

Aluna do 2ºano

Escola de Colmeias

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 01:21

Maio 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
20
21
22
23
24
26
27
29
30
31

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro