pesquisar

 
Quarta-feira, 05 / 10 / 11

Um casamento Real

 

Um Casamento Real

 

Era uma vez dois ratinhos que viviam num castelo, num reino muito distante. O ratinho chamava-se João e a ratinha chamava-se Juliana. Um dia, decidiram casar. Quando estavam prestes a casar ouviram que o príncipe e a princesa também iam casar, então não se casaram naquele dia.

 

No dia seguinte, o padre Ratatui ficou doente e os pobres dos ratinhos nunca mais se casavam. A ratinha Juliana estava a ficar desesperada e o seu noivo estava a tentar acalmá-la dizendo que o dia deles ia chegar.

 

Ao fim de uma semana, o padre já estava bom e foi até ao castelo falar com os noivos sobre o casamento. Resolveram casar no dia em que ia haver um baile no castelo.

 

Chegou então o dia do casamento e os ratinhos ficaram muito felizes porque aproveitaram a comida, a música e o fogo de artifício do baile dos príncipes. 

 

Texto de Mariana Ferreira

 

3ºano


 

Setembro de 2011

 

 

 

 

publicado por escapameldascolmeias às 22:44
Quinta-feira, 19 / 05 / 11

Separação de animais e humanos

Era uma vez uma menina que colocou o seu laço amarelo no lixo.

Um dia um Panda tinha a sua cabeça meia solta, passou pelo lixo e a cabeça caiu para o lixo.

Havia um cão que parecia um robô e que se desmontava a toda a hora.

O cão ia a passar pelo lixo e desmontou-se todo, a cabeça do Panda agarrou no corpo do cão e colocou-o no lixo.

Um dia um menino ia a passar no lixo e caiu lá para dentro.

A cabeça do Panda segurou as pernas do menino e transformaram-se num, Panda humano, com parte de cão laço.

Assim ficou o nome do animal fantástico. 

 

Escrita por Adriana Amaral

aluna do 3ºano da escola de Colmeias

publicado por escapameldascolmeias às 23:04
Quinta-feira, 05 / 05 / 11

A Mistela

Era uma vez uma aranha de estimação, o seu dono era um vampiro. A aranha morava num castelo.

Um dia, a aranha apercebeu-se que o seu dono estava a fazer uma mistela mágica.

Essa mistela era para transformar a aranha num morcego.

O vampiro tentou dar a mistelaà aranha, mas a aranha escondeu-se. O vampiro foi encontrá-la ao pé do sino do castelo. Como a aranha era esperta fugiu.

Depois ela colocou outro ingrediente na mistela e modificou-a, assim a primeira pessoa que lhe tocasse era amaldiçoada.

O vampiro tocou na mistela e ficou com a maldição transformando-se em lobo.

A maldição só passava se alguém tocasse o sino à meia-noite nas doze badaladas. E a aranha viveu feliz para sempre. 

 

Escritora: Lara Cordeiro

Aluna do 3ºano Da escola de Colmeias

 

 

publicado por escapameldascolmeias às 00:57
Quinta-feira, 10 / 03 / 11

Uma história com cheirinho a Canela

Bolo com cheirinho a canela

Numa aldeia vivia lá uma menina chamada Mariana. A Mariana adorava, fazer bolos de vários sabores, um dia fez um bolo de canela e cheirava tão bem que o comeu todo.

Quando o pai e a mãe chegaram do trabalho perguntaram à Mariana o que tinha feito para o lanche. A Mariana disse que tinha feito um bolo de canela mas cheirava tão, bem que o tinha comido todo.

O pai e a mãe mandaram-na embora para a rua.

Mais tarde eles aperceberam-se que fizeram mal, então procuraram a por todo o lado quando chegaram a casa só choravam.

Enquanto choravam bateu à porta deles a Mariana, e disse:

- Já posso vir para casa?

O pai e a mãe contentíssimos disseram que sim, e prometeram nunca mais iam discutir por um bolo.

 

Escrita por Lara Cordeiro

3ºano

Escola de Colmeias

publicado por escapameldascolmeias às 22:47

Fevereiro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

últ. comentários

links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro