pesquisar

 
Sexta-feira, 14 / 02 / 14

Histórias de sapos

 

Umas belas histórias de sapos

 

O sapo bonito

 

Era uma vez um sapo belo, carinhoso, amigo e bonito.

Ele vivia num rio, o rio era grande e largo.

Ele tinha amigos e convidou os amigos. Os amigos eram o peixe cor-de-rosa, a rã que era a namorada do sapo. Ele tinha filhos.

Um dia choveu muito, mas muito e o rio ficou grande, havia tanta água e ele ficou feliz. Eles divertiram-se e ficaram felizes.

O sol evaporou a água, foi toda para o céu.

Eles ficaram cansados e foram dormir.

 

FIM     Aluna - Matilde

 

 

Os amigos

 

Era uma vez um sapo muito gorducho era verde tinha borbulhas, e bolhas no corpo. Ele vivia no lago. Um dia ele chamou os colegas para brincarem. Tinha chovido muito,muito,ficou tanta água que parecia o mar.Eles ficaram    tão contentes que foram visitar todos os sitios onde quisseram.

Mais tarde estavam cansados foram dormir.Tiveram um sonho tinha voltado a vir a chuva.

Quando acordaram estava mesmo a chover e ficaram muito felizes.

 

Fim.     Aluno -  Vasco Sousa

 

 

 

O sapo brincalhão

 

Era uma vez um sapo brincalhão que era muito janota.

O sapo vivia num lago dentro de um grande jardim.

Ele gostava de chamar os amigos, o peixe vermelho e a rã mais bonita do lago.

Um dia choveu muito e o jardim ficou inundado. E eles ficaram muito felizes, brincavam nos baloiços e nos escorregas.

A água evaporou às dez da noite. Eles voltaram para o lago, para dormir.

 

 

FIM  -    Tomás Marto  

 

O Amor

 

 Era uma vez um sapo muito janota que vivia ao lado de uma casa.Ele gostava de uma Rã.

Também gostava de brincar com a Rã. Era com quem convivia,ele era bonito.

Finalmente ele casou e teve vinte Rãs bebés.

                                                                 

                                    Fim        -      Isa

O sapo contente 
 
 
 
Era uma vez um sapo ,que tinha muitas bolinhas e pintinhas. Ele vivia num poço cheio de água .Ele tinha  três ,amigos. Um dia choveu e ficou tudo ,inundado , eles ficaram todos, contentes, eles puderam sair dali do poço e foram para o jardim. E eles estavam cansados e foram dormir.    
 
 
                                   FIM  -   Íris
 
tags:
publicado por escapameldascolmeias às 00:16
Quarta-feira, 16 / 05 / 12

Um dia inesquecível

         Era uma vez, uma menina chamada Fernanda. A Fernanda tinha um irmão gémeo chamado Guilherme. A Fernanda era uma menina brincalhona, simpática e inteligente. Ela tinha um cabelo ruivo como uma cenoura, uns olhos azuis-marinhos e uns lábios vermelhos. O seu irmão Guilherme era divertido, amável e também inteligente. O seu cabelo era loiro como o sol e os seus olhos eram pretos. Eles tinham 10 anos.

         Um dia eles decidiram ir à feira de maio. Quando lá chegaram, viram a tia Lúcia, com os seus filhos o André e a Rita, que também eram irmãos gémeos. Quando o André os viu perguntou:

         -Olhem, o Guilherme e a Fernanda, eles podem vir connosco?

         -Claro que sim – disse a mãe

         E assim quando o André os chamou, eles olharam e foram ter com eles. Quando chegaram à zona dos carrosséis, eles viram um novo carrossel chamado “ Zona Louca 3D “ e resolveram ir experimentar. O carrossel era super mega divertido. Eles também andaram no “De criança para adulto”, no Sapo e no Mega Rápido Inátor. No fim de andarem nesses carrosséis foram comer uma bifana, com Coca-Cola a acompanhar. Mais tarde foram se embora para as sua casas.

Realizado por

Lara Cordeiro

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 15:57
Sexta-feira, 11 / 05 / 12

Passeios Especiais

Era uma vez uma menina chamada Érica, ela era rebelde, mas era muito simpática.

Um dia de manhã, resolveu fazer um piquenique, sozinha na praia.

Quando terminou, decidiu dar um passeio à beira mar. Até que encontrou um barco velho e decidiu arranjá-lo. De seguida foi para o mar com o barco.

A Érica ia distraída e de repente – shplás- bateu numa rocha, e caiu para o mar.

A Érica estava perdida no mar. Ela encontrou uma baleia que ficou sua amiga.

A baleia levou-a até um rapaz que vivia com ela no mar.

E logo que a Érica viu o rapaz, apaixonou-se. A menina e o menino ficaram namorados.

Um dia eles resolveram fazer uma aventura, no fundo do mar, para conhecer muitos peixes. A baleia também foi com eles, para encontrar mais amigos.

Eles viveram uma aventura maravilhosa, conheceram peixes novos, pedras novas e também viram algas de outros tipos e sabores. A meio do caminho encontraram um amigo da baleia, o seu nome era Horácio. Juntou-se à aventura. Eles foram passear juntos.

Ao chegarem a casa e foram dormir, porque estavam muito cansados.

Passado alguns anos, eles ficaram um bocadinho velhos, mas continuaram a dar passeios. E foram assim dando passeios ao longo da vida, e até descobriram que os passeios eram especiais.

Eles foram felizes para sempre!!!!!!!!!!!

Adriana

 

Olga

 

 

André Gonçalves

Filipa

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 17:30
Sexta-feira, 11 / 05 / 12

A Lili e o Max

 

          A Lili foi para dentro do mar e encontrou um tubarão chamado Max. A Lili gostou logo muito dele.

Eles viveram aventuras à procura dos barcos afundados. Passado alguns dias, à noite, o Max e a Lili foram à superfície do mar. Eles encontraram os amigos de Lili e fizeram-lhes partidas.

Lili pediu ao Max para a levar a ver a sua casa. Ela queria conhecer a família dele. Ao lá chegar, a Lili viu os filhos do Max, um chamava-se Dentinho e o outro era Sérgio. Ambos gostavam de jogar futebol com um ouriço-do-mar. A mulher do Max era a Suzzy, ela fazia sempre o almoço com algas saborosas. O Max contou como era a sua vida. Ninguém falava mal dele, todos sabiam que dele não era preciso ter medo, porque era o bom tubarão.

         No dia seguinte, Max e Lili, encontraram outro barco afundado, mas uma orca impediu-os de tirar o tesouro. Ele, o tubarão, disse que podiam dividi-lo. A orca concordou e a partir daí ficaram amigos.

   Nesse mesmo dia, Max e Lili perguntaram à orca qual era o seu nome. Ela respondeu que não tinha nome. Então a Lili perguntou--lhe o que gostava de fazer. Ela disse que gostava de guardar tesouros e brincar. Então decidiram que o nome dela seria Brincalhona.

 A Lili despediu-se dos seus amigos marinhos e foi-se embora. Ela contou as suas novidades aos amigos e tudo o que aconteceu debaixo do mar.   

 

trabalho realizado por

André Santos

André Oliveira

Gustavo

Benjamim

Corrigido por toda a turma

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 17:13
Domingo, 27 / 11 / 11

A menina e a água

Era uma vez menina chamada Francisca, ela era bonita, engraçada, brincalhona e gostava de água. Ela vivia num casarão com os pais. Estava um belo dia de calor, mesmo muito e a Francisca foi para a piscina da tia, havia água por todo o lado e uma gota disse para as outras.

– Abriguem-se! Vem ai alguém. – todos se abrigaram e a Francisca entrou na piscina.

De repente a menina ouviu alguém e viu que era a água da piscina a dizer “Olá”.

Olá! Disse também a Francisca. Daí em frente todos os dias a menina ia para a piscina da tia para brincar com a água e ficaram amigas.

Filipa

4ºano

Escola de Colmeias

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 23:46
Domingo, 27 / 11 / 11

Água

 

Era uma vez um menino bonito, simpático. Ele adorava água.

Um dia quando estava na escola a professora pediu-lhe que fizesse um texto sobre o que queria ser quando fosse grande.

O menino chamado Dinis disse que queria ser um grande marinheiro.

O tempo foi passando até que o Dinis cresceu e mudou de ideias.

Um dia o Dinis foi falar com a junta e disse:

-Eu acho que os meninos devem ter aulas sobre a água como ela é importante.

-Pois, temos que decidir a que dias podemos ir falar com os professores. -decidiu o senhor da junta.

-Eu posso falar á segunda e sexta das 11:00 até ao12:00. Afirmou Dinis

-Então está decidido fica assim. Agora só falta avisar os professores – disse o senhor da junta.

Dinis nas suas aulas dizia que a água era importante e que sem

ela não vivíamos. Obrigava-os a fazer áreas vocabulares sobre a água e acrósticos.

Um dia tiveram uma visita de estudo ao oceanário, Dinis disse que sem água os peixes não viviam e assim não os podíamos comer.

Numa outra aula falaram que sem água éramos porcos e cheirávamos mal, porque não nos podíamos lavar. Sem água morríamos á sede, mas também morríamos sem oxigénio porque as plantas dão-nos ar e elas precisam de água.

 Adriana

4ºano

Escola de Colmeias

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 23:41
Domingo, 27 / 11 / 11

A Gotita de água

 

             Era uma vez uma gota de água chamada Gotinha de água. A Gotinha de água era muito azul. Ela vivia numa nuvem e lá também vivia a sua família.

            Quando chovia elas iam à terra, depois iam aos rios e de seguida iam ao mar e finalmente voltavam para cima.

             Um dia eles iam a passear por cima de um campo e viram uma flor amarela e murcha, elas apertaram – se muito e uma a uma caíram, cada uma regou uma flor.

             Depois elas foram para o rio lá conheceram muitas gotas de outros países e continentes. Lá descobriram que as gotas são importantes porque as raposas, veados e … iam lá beber água.

             De seguida foram ter ao mar. Depois de passar muitos dias elas ficaram preocupadas quando viram um golfinho e disse que elas não se preocupassem porque as mães vinham a caminho. As mães chegaram elas foram para a sua nuvem no elevador das gotas de água.

 

Juliana Marto

4ºano

escola de Colmeias

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 23:28
Domingo, 27 / 11 / 11

A Gotinha de água

Era um dia nublado quando começou a chover, a Gotinha de água cai numa planta. A planta absorve-a e a Gotinha ficou na planta. Mais tarde veio um Sol de encantar e a Gotinha evaporou-se e foi novamente para as nuvens.

        Passado um dia a Gotinha caiu no mar, porque a nuvem estava tão cheia. Quando ela aterrou ficou encantada porque havia muitos peixes coloridos grandes, pequenos, gordos e magros. De repente um menino salta e a Gotinha de água cai na sua cara, o menino ficou aflito porque a Gotinha era salgada. Ela foi ter com a mãe e ela limpou-lhe a cara com uma toalha onde a gotinha ficou.

 

Lara Cordeiro

4ºano

Escola de Colmeias

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 23:18
Quarta-feira, 16 / 11 / 11

O safari

 

Era uma vez uns amigos chamados: elefante, crocodilo e macaca.

Eles não tinham nada para fazer e resolveram ir fazer um safari.

Eles foram à procura de ossos de dinossauro na praia.

O crocodilo encontrou um ovo.

Ele pensava que o ovo era de dinossauro. Ele levou-o para casa para o manter quente e meteu uma almofada por baixo do ovo e acendeu a fogueira. O elefante foi buscar uma manta.

Quando ele nasceu era um pássaro, o crocodilo quando viu que era um pássaro ficou um bocadinho triste.

O crocodilo ficava com o pássaro às segundas-feiras e às quartas-feiras, o elefante ficava às terças-feiras e às quintas-feiras, e a macaca ficava aos sábados e às sextas-feiras.

Aos domingos ficavam todos a tomar conta do passarinho.

Depois de algum tempo todos gostavam muito do passarinho, até lhe deram o nome de Ju.

FIM

                                          

                                          Escrito por: Juliana Marto  4º ano

 

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 22:40
Segunda-feira, 31 / 10 / 11

A União dos brinquedos

João era um menino de olhos e cabelo castanho, muito sorridente e que gostava muito de brincar com os seus brinquedos. Os seus preferidos eram os cowboys e o boneco do espaço. Só que ele não sabia que quando não estava ver, os bonecos ganhavam vida.

         O menino foi crescendo, crescendo e foi deixando de brincar com os seus brinquedos, mas mesmo assim ele adorava-os.

         Quando chegou aos dezoito anos teve de ir para a universidade.

Um dia os bonecos do João foram levados para um infantário. Lá conheceram muitos brinquedos. O chefe era um urso cor-de-rosa com cheiro a morango que parecia muito bom mas era terrível. Os brinquedos do menino estavam muito tristes por ele os ter abandonado, mas como eles arranjaram muitos amigos ficaram contentes.

         Os brinquedos do João estavam fartos de lá estar porque as crianças tratavam-nos muito mal e queriam voltar para casa, mas o urso não os deixava ir. Então, eles uniram-se e fecharam-no numa gaveta à chave e puseram-se a caminho.

         Quando chegaram a casa, o João ficou muito contente por ter de volta, os seus brinquedos, apesar de já não brincar com eles.

Mariana Ferreira

 

3ºano

 

 

 

 

tags:
publicado por escapameldascolmeias às 20:19

Fevereiro 2017

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

últ. comentários

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro